Uso e Cuidado

Uso e cuidado da prótese ocular

É aconselhável realizar uma limpeza da prótese uma vez por mês para evitar a aderência de depósitos proteicos que a lágrima vai depositando sobre a superfície da prótese.

Em muitos casos a prótese pode ser utilizada sem retirá-la durante um mês. Para isso é muito importante lubrificar a prótese em forma periódica com gotas oftálmicas, evitando assim a secura ocular. Também pode se realizar uma limpeza sem retirar a prótese utilizando um algodão úmido e fazendo suaves movimentos em direção à parte nasal.

Remoção e reinserção da Prótese.

- Lavar as mãos.
- Remover a prótese. Para fazê-lo, pressionar a pálpebra inferior para que a borda inferior da prótese possa se deslizar para fora e para baixo. Pode utilizar uma pequena ventosa para simplificar esse movimento.
- Revisar a cavidade.
a) Rosada é saudável.
b) Vermelha ou inflamada, requer atendimento médico e do ocularista.
- Irrigar a cavidade com solução salina.
- Utilizar os produtos de limpeza recomendados pelo ocularista, com água morna. Frotar com os dedos polegar e indicador. Enxaguar bem.

- Reinserir a prótese. Para isso é necessário lubrificá-la de ambos os lados e depois levantar a pálpebra superior com os dedos polegar e indicador. Deslizar a prótese por baixo da pálpebra tanto quanto for possível. Pressionar a pálpebra inferior para que a prótese seja deslizada dentro da cavidade.

Controles e polimentos.

Recomenda-se realizar um controle do polimento da prótese ocular em nosso laboratório pelo menos uma vez por ano.

A prótese é utilizada em um meio úmido e carregado de bactérias que ao longo do tempo podem formar aderências. Além disso, uma prótese pode se riscar e se desgastar. é muito importante saber que qualquer textura sobre uma prótese ocular pode causar a inflamação da delicada membrana mucosa da cavidade.

Importante

- Nunca utilize álcool para limpar a prótese. Nunca utilize um pano seco.

- Perante qualquer consulta não duvide em ligar ao nosso laboratório.

Substituição

Quando o acrílico envelhecer, aumenta sua porosidade e, consequentemente, são acumuladas bactérias que produzem aumento de secreção. Se isso acontecer significa que chegou a hora de trocar a prótese ocular. A vida útil de uma prótese ocular depende da idade do paciente, de sua ocupação e do cuidado da mesma. Geralmente é aconselhável renovar a prótese pelo menos a cada 5 anos.

Visão em Profundidade

A perda na visão de um olho provoca no curto prazo algumas dificuldades na percepção de profundidade em objetos próximos, a uma distância menor de 4 metros. Felizmente nosso cérebro aprende e se adapta à visão monocular podendo recuperar a visão em profundidade em objetos próximos. A visão distante não é afetada na visão monocular.

A explicação deste fenômeno chamado de estereopsia é a seguinte. Na visão binocular, quando ambos os olhos observam um objeto que está próximo, eles giram para que os eixos ópticos fiquem alinhados sobre o objeto, ou seja, convergem. Este processo conjunto é chamado de fusão e produz a sensação de profundidade. Ao observar objetos distantes, os eixos ópticos de nossos olhos são paralelos. Graças a isso os pacientes com visão monocular não perdem a sensação de profundidade ao enxergar objetos de longe.

Algumas atividades diárias que dependem mesmo da visão estereoscópica e que podem provocar algunas moléstias para quem perdeu um olho são: bater uma bola, estacionar um carro, introduzir uma moeda em uma máquina, servir líquido em um copo ou enfiar uma agulha.

A seguir são proporcionados alguns conselhos práticos. Quando se tratar de pegar um copo, deslize sua mão sobre a mesa até tocar a borda do objeto e uma vez localizado tente levantá-lo com confiança. Ao servir líquidos, toque e deslize suavemente o bico da jarra até a borda da xícara e depois sirva o conteúdo. Lembremos que as pessoas que utilizam uma prótese ocular podem praticar esportes, dirigir, e continuar com uma vida totalmente normal.

Para praticar esportes aconselhamos utilizar óculos protetores, especialmente para proteger o olho sadio. Os que escolhem nadar deverão utilizar óculos de natação também como proteção de sua prótese ocular. Um último conselho: lançar uma bola para cima, ou contra um muro e pegá-la com a mão contrária é um exercício que recomendamos para treinar o cérebro a recuperar a visão em profundidade.